Arquivo da tag: sócrates

Sócrates lutou por um país melhor e defendeu a boa música

7h20 da manhã, chego à redação atrasado e faço a primeira pergunta: “Sócrates está vivo?”. A resposta foi negativa e, naquele momento, senti um baque duplo. Por um lado de forma mesquinha (como quase todo jornalista) de saber que seria um dia difícil e o outro por saber da perda de alguém que sua importância foi muito maior que qualquer clube de futebol.

Pensei se deveria ou não escrever aqui. Primeiro por se tratar de um blog em que o assunto é música e não futebol, segundo por não querer entrar no alvo dos comentários “ah, só escreveu porque ele morreu, fez pela audiência” de quem não percebe que este blog não tem nenhum anúncio e escrevo por gostar, sem ligar se alguém vai ler ou não.

Mas depois de ver o encerramento da rodada que deu o título brasileiro ao Corinthians, li algumas entrevistas com o Doutor, inclusive uma muito boa do Lance!, da qual retirei a resposta para a pergunta do amigo Alexandre Lozetti sobre o medo da morte:

“Todos nós vamos morrer. A gente se engana achando que não. Temos de aproveitar bem a vida, ela é importante, não a morte”.

Frase óbvia? Sim, mas verdadeira e que muitas vezes nem lembramos quando deixamos de aproveitar a vida. Vi gente chamando o Sócrates de alcoólatra e coisas do tipo como se isso fosse algo condenável. Pois sou jornalista e mandei ver algumas latas de cerveja antes de escrever, podem me condenar também!

Ok, talvez você esteja agora esperando pela música neste post e a resposta é do próprio Magrão, aquele que ouve a boa música seja lá qual for o estilo musical. Pois o doutor gostava de Chico Buarque, Beatles e muita coisa da qual compartilho a admiração. E as atitudes dele foram bastante dignas das louvadas feitas por tais artistas. “Eu sou musical”, se definiu em entrevista à TV Cultura.

E se você ainda achou pouco, neste ano o Doutor cantou ao lado do Ultraje a Rigor no programa “Agora É Tarde”, apresentado por Danilo Gentili na Band. E a música não poderia ser outra, afinal, sem gênios como Sócrates, a gente somos inútil mesmo.

Anúncios