Arquivo da tag: slipknot

CorneTaylor: vocalista do Slipknot vira corneteiro profissional

Houve um tempo em que muitos não sabiam quem era Corey Taylor. Ele era apenas um cara mascarado famoso por ser a voz da banda Slipknot em uma época na qual seu Stone Sour era bem menos conhecido. Eis que deram asas e o cara virou o corneteiro oficial da música.

Corey Taylor tem aparecido bastante na imprensa ultimamente com suas declarações em defesa de Justin Bieber, em ataque a Rebecca Black ou Courtney Love, além de cornetadas em peixes grandes da música como o premiado produtor norte-americano Rick Rubin.

Não sei se andaram provocando Corey Taylor demais ou se ele resolveu que agora será um crítico musical profissional, mas a patada que o sujeito deu nesta semana em Scott Weiland deixa claro que ele não está nem aí por criticar outras personalidades musicais. Condenável? Não, isso é ótimo para colocar uma pequena faísca na nossa música café-com-leite de cada dia.

Que Weiland é uma piada faz tempo não é lá uma coisa tão nova. Foi ele quem acabou anos atrás com o Stone Temple Pilots e foi o próprio que decidiu voltar à origem ao abandonar o Velvet Revolver. E a verdade é que desde a saída da banda liderada por Slash o cantor não fez nada de cair o queixo.

O que soa um pouco curioso em relação às críticas é o fato de Corey Taylor ter sido cotado durante muito tempo como possível substituto de Weiland no Velvet Revolver. E um simples álbum especial de Natal nem precisava de tanto alarde. Pois o álbum A Twisted Christmas, do Twisted Sister, foi lançado usando esta onda e ficou hilário. E o próprio Slipknot já bebeu da fonte do Papai Noel. Fazendo gracinha, é claro.

O que mais me intrigou mesmo na metralhadora giratória de Corey Taylor foi o que disse sobre Rick Rubin. Ele praticamente destruiu um mito, baixou a bola de um cara que todo mundo endeusa o barbudão.

Justin Bieber no Slipknot?

Há duas semanas o Slipknot assustou a muitos que não conheciam a banda e também ganhou novos fãs devido ao ótimo show apresentado no Rock in Rio na única noite do Heavy Metal no festival brasileiro.

Nesta semana o nome da vez é muito mais popular. Trata-se de Justin Bieber, o cantor canadense que aos 17 anos é um dos maiores sucessos da música mundial com o seu pop-dançante e que é tão metralhado pelas emissoras de rádio e TV em nossas cabeças.

Sim, acho muito chata a música de Justin Bieber. Por outro lado, todo o apelo comercial que tem a seu favor faz parecer que o garoto não tem talento, o que não é bem assim. A questão é que o fato de ele ser mais assumidamente pop do que sua compatriota Avril Lavigne (que estourou há dez anos se passando por roqueira) acaba lhe tornando com facilidade um alvo de críticas.

Enfim, começamos falando sobre o Slipknot e chegamos ao Justin Bieber e aí o leitor pergunta se o autor do Espelho Mau enlouqueceu. Aparentemente não foi o caso. Mas tem muitos “loucos” espalhados pela internet que têm aproveitado a tecnologia para criar versões interessantes de músicas e no caso aqui o chamado “mashup” mistura a banda norte-americana e o cantor juvenil.

Como imaginar aquelas máscaras de filme de terror e os urros do vocalista Corey Taylor junto à dança e a voz de criança de Justin Bieber? Pois algum sujeito bem ocupado juntou perfeitamente a música “Psychosocial”, do Slipknot, com “Baby”, o grande sucesso de Bieber e a versão chega a ser engraçada.

Os cortes e a mistura estão tão perfeitos que o próprio Corey Taylor aprovou a versão, achou curiosa e defendeu Justin Bieber dos críticos, dizendo que acha o garoto talentoso por saber realmente cantar, dançar e compôr, além de revelar que seus sobrinhos ouvem o garoto.

Se você gosta de bizarrices está curioso para saber como ficou a versão, segue abaixo o vídeo de “Psychosocial Baby”.