Arquivo da tag: geezer butler

Baixista do Black Sabbath

Metallica revisita passado em show histórico para fãs selecionados

Em suas comemorações pelos 30 anos de carreira o Metallica conseguiu no sábado superar o que havia feito durante a última semana em um show fechado para seu fã-clube em São Francisco, na Califórnia, contando até com o primeiro baixista Ron McGovney e o guitarrista Dave Mustaine, o líder do Megadeth, para ter todos os membros e ex-membros ainda vivos no mesmo palco pela primeira vez, algo que muitos não imaginariam ver.

Para o fã do Metallica, um show que começa com a música “Orion”, em homenagem a Cliff Burton, é algo para ser imortalizado. E aí começam a vir o cover de “Sabbra Cadabra”, do Black Sabbath, com o baixista original da música Geezer Butler, com a sequência tocando “Iron Man” e “Paranoid” tendo não apenas Butler, mas também um tal de Ozzy Osbourne no palco.

E aí você percebe que a banda norte-americana não está para brincadeira em suas comemorações em um show que muitos pagariam uma fortuna para ver, mas apenas aquele público de fiéis da banda é que tem a oportunidade de registrar e contar para os netos um dia.

O Metallica conseguiu reunir os ex-baixistas Jason Newsted e Ron McGovney (anterior a Cliff Burton), o ex-guitarrista Lloyd Grant, o guitarrista precursor Hugh Tanner, além de Dave Mustaine. Enfim, o Metallica reuniu toda a sua história e só não teve Cliff Burton na abertura tocando “Orion” devido à tragédia que vitimou o baixista em 1986.

No fim, ficou uma lição para várias outras bandas que se recusam a fazer uma reunião. O Metallica não precisou se desfazer de sua atual formação, bastou fazer shows para seus verdadeiros fãs incluindo a participação dos ex-membros. E isso deve deixar bastante incomodados aqueles que esperam ver isso do Guns N’ Roses, por exemplo, ou dos brasileiros de Sepultura e Angra.

Veja abaixo a set list do Metallica na noite de sábado:

1. Orion
2. Through the Never
3. Ride the Lightning
4. The God That Failed
5. Welcome Home (Sanitarium)
6. Rebel of Babylon
7. Blackened (com os membros do fã-clube Dennis e Annette Diaz
8. Dirty Window (com Bob Rock)
9. Frantic (com Bob Rock)
10. Sabbra Cadabra (com Geezer Butler)
11. Iron Man (com Ozzy Osbourne e Geezer Butler)
12. Paranoid (com Ozzy Osbourne e Geezer Butler)
13. King Nothing (com Jason Newsted)
14. Whiplash (com Jason Newsted)
15. Motorbreath (com Hugh Tanner)
16. Phantom Lord (com Dave Mustaine)
17. Jump in the Fire (com Dave Mustaine)
18. Metal Militia (com Dave Mustaine)
19. Hit the Lights (com Dave Mustaine, Lloyd Grant e Ron McGovney)
20. Seek & Destroy (com Jason Newsted, Dave Mustaine, Lloyd Grant, Ron McGovney, Hugh Tanner, Mark Osegueda e o Soul Rebels)

Anúncios

11/11/11: O Black Sabbath está de volta!

O cabalístico dia 11/11/11 causou brincadeiras na internet, profecias sobre o fim do mundo às 11:11 (só esqueceram de avisar no horário de onde) e comentários de que não aconteceu nada. Ledo engano!

Após anos de boatos que iam e vinham, o Black Sabbath finalmente anunciou o retorno de sua formação original para 2012 com um álbum inédito e shows do quarteto com Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Geezer Butler e Bill Ward. E os criadores do Heavy Metal anunciaram a volta justamente no dia 11/11/11 às 11:11 locais no Whisky-A-Go-Go, em Los Angeles (EUA), em uma coletiva de imprensa.

O vídeo oficial você confere abaixo já com o aviso de que a banda será headliner do Download Festival, que comemora dez anos em 2012 e será realizado entre 8 e 10 de junho em Leicestershire, na Inglaterra, evento que terá o Metallica no dia 9 e o Black Sabbath no dia 10, com ingressos começando a ser vendidos no dia 18 de novembro.

O novo álbum será o primeiro de inéditas com a formação original desde Never Say Die, lançado em 1978. E a produção ficará a cargo de Rick Rubin, um dos melhores do mundo e responsável pelos últimos álbuns de Metallica e Slayer, além de destacáveis fora do Heavy Metal, como Californication, do Red Hot Chili Peppers.

A banda pede “pelo amor de deus” para que não exijam datas para o álbum e confirma que vai fazer uma grande turnê mundial. Mais uma curiosidade do anúncio é que a casa Whiskey-A-Go-Go foi o local do primeiro show do Black Sabbath em Los Angeles há 41 anos.

Agora nos resta aguardar pelo álbum, pela turnê (será que passa pelo Brasil?) e pela boa música que o Black Sabbath jamais nos negou.

Black Sabbath, Ozzy e o enigma do número 11

O Black Sabbath colocou pulgas atrás das orelhas de todos ao programar um anúncio para o dia 11 do mês 11 do ano 11, ou 11 de novembro de 2011, também conhecido como a próxima sexta-feira. Ozzy Osbourne retuitou a mensagem no Twitter e recomendou no Facebook.

Parece que os anos de espera de um retorno do Madman ao Sabbath para o lançamento de um novo disco e uma nova turnê com a formação original dos criadores do Heavy Metal (Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Geezer Butler e Bill Ward) está mais próximo depois de o anúncio de um jornalista ser veementemente negado por Tony Iommi recentemente.

Há algumas coincidências envolvendo o número 11. Afinal, algo que repita o número não apenas no dia, mês e ano, mas também em horas e minutos é digno de Black Sabbath, algo muito grande.

E então podemos lembrar outras repetições do número com o próprio marido da Sharon. Pois o Black Sabbath com Ozzy Osbourne durou exatos 11 anos (1968-1979), com o figurão nos vocais foram lançados até hoje (somados oito de estúdio e três ao vivo) 11 álbuns!

Você sabe quantos discos de estúdio o velho Ozzy Osbourne lançou em sua carreira solo? Sim, foram 11.: Blizzard of Ozz (1980), Diary of a Madman (1981), Bark at the Moon (1983), The Ultimate Sin (1986), No Rest for the Wicked (1988), No More Tears (1991), Ozzmosis (1995), Down to Earth (2001), Under Cover (2005), Black Rain (2007) e Scream (2010).

E o Black Sabbath sem Ozzy gravou exatamente 11 álbuns de estúdio contando com o último, em que a banda teve o nome alterado para Heaven & Hell, que se tratava do Black Sabbath na fase Ronnie James Dio.: Heaven and Hell (1980), Mob Rules (1981), Born Again (1983), Seventh Star (1986), The Eternal Idol (1987), Headless Cross (1989), Tyr (1990), Dehumanizer (1992), Cross Purposes (1994), Forbidden (1995) e The Devil You Know (2009).

Como podemos ver, o número 11 aparece coincidentemente (ou não) em muitas referências de Ozzy Osbourne e o Black Sabbath. Será que com tudo isso eles ainda fariam o papelão de não anunciarem nada de reunião no dia 11/11/11 às 11h11? Duvido!