Arquivo da tag: black sabbath

Banda inglesa de Heavy Metal

Maldição bate à porta novamente

Câncer. Uma doença que é tão cruel que muitas vezes dá até medo de proferir o seu nome. Eu o conheço bem, pois perdi gente importante da família por causa desta coisa. Mas como o post não é para falar de mim e sim de música, é inevitável não lamentar pelo linfoma que sofre Tony Iommi segundo foi revelado nesta segunda-feira.

Para quem nasceu em outro planeta ou simplesmente acha que Heavy Metal é coisa do demônio, que bom mesmo é ouvir os ‘Rebolations’ da vida, trata-se de um dos maiores gênios da guitarra sem precisar fazer nenhuma macaquice para isso, responsável pela criação do Black Sabbath, o pai Heavy Metal.

Quando jovem, Iommi decepou a ponta dos dedos anelar e médio na mão direita trabalhando em uma metalúrgica e, ao contrário do que recomendavam os médicos, ele voltou a tocar. Como é canhoto, a mão direita de Tony é a que marca os acordes, o que tornava o caso bem mais complicado. Para voltar, ele precisou baixar a afinação da guitarra e assim nasceu o som pesado do Metal.

Quando digo que Iommi é um gênio sem fazer solos circenses é justamente a maior qualidade dele. Infelizmente, hoje em dia tem muito guitarrista jovem que acha que o importante para ser bom é ser o mais rápido possível e fazer mil acordes por segundo, implorar a atenção do público. Sim, eu gosto de Yngwie Malmsteen e outros que seguem tal linha, mas acho muito melhor quem sabe fazer o simples bem feito e isso são poucos os que conseguem.

O momento para a divulgação da doença de Iommi não poderia ser pior, uma vez que há quase dois meses ele esteve ao lado de Geezer Butler, Bill Ward e Ozzy Osbourne em Los Angeles para anunciar o retorno do Black Sabbath com novo álbum e turnê mundial.

Por mais que todos esperem pela cura de Tony Iommi, o que parece bem possível já que segundo o que foi noticiado o estágio ainda não é avançado, o fato de Ronnie James Dio, o ex-vocalista do Black Sabbath, ter morrido há menos de dois anos também em decorrência de um câncer, justamente no momento em que estava de volta à formação do Black Sabbath que gravou o Heaven and Hell, nome dado à banda naquele momento. Foi um novo álbum “The Devil You Know”, seguido de uma nova turnê.

Nos resta torcer para que a maldita doença não faça de Iommi mais uma vítima, assim como já fez Ronnie James Dio, Chuck Shuldiner, Jim Capaldi, Joey Ramone, Frank Zappa e George Harrison, entre outros como meu ex-vizinho Itamar Assumpção. Escuto muita gente pedir pela cura para a Aids, mas acho que a recuperação do câncer deveria vir primeiro. É muita crueldade.

Anúncios

11/11/11: O Black Sabbath está de volta!

O cabalístico dia 11/11/11 causou brincadeiras na internet, profecias sobre o fim do mundo às 11:11 (só esqueceram de avisar no horário de onde) e comentários de que não aconteceu nada. Ledo engano!

Após anos de boatos que iam e vinham, o Black Sabbath finalmente anunciou o retorno de sua formação original para 2012 com um álbum inédito e shows do quarteto com Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Geezer Butler e Bill Ward. E os criadores do Heavy Metal anunciaram a volta justamente no dia 11/11/11 às 11:11 locais no Whisky-A-Go-Go, em Los Angeles (EUA), em uma coletiva de imprensa.

O vídeo oficial você confere abaixo já com o aviso de que a banda será headliner do Download Festival, que comemora dez anos em 2012 e será realizado entre 8 e 10 de junho em Leicestershire, na Inglaterra, evento que terá o Metallica no dia 9 e o Black Sabbath no dia 10, com ingressos começando a ser vendidos no dia 18 de novembro.

O novo álbum será o primeiro de inéditas com a formação original desde Never Say Die, lançado em 1978. E a produção ficará a cargo de Rick Rubin, um dos melhores do mundo e responsável pelos últimos álbuns de Metallica e Slayer, além de destacáveis fora do Heavy Metal, como Californication, do Red Hot Chili Peppers.

A banda pede “pelo amor de deus” para que não exijam datas para o álbum e confirma que vai fazer uma grande turnê mundial. Mais uma curiosidade do anúncio é que a casa Whiskey-A-Go-Go foi o local do primeiro show do Black Sabbath em Los Angeles há 41 anos.

Agora nos resta aguardar pelo álbum, pela turnê (será que passa pelo Brasil?) e pela boa música que o Black Sabbath jamais nos negou.

Black Sabbath, Ozzy e o enigma do número 11

O Black Sabbath colocou pulgas atrás das orelhas de todos ao programar um anúncio para o dia 11 do mês 11 do ano 11, ou 11 de novembro de 2011, também conhecido como a próxima sexta-feira. Ozzy Osbourne retuitou a mensagem no Twitter e recomendou no Facebook.

Parece que os anos de espera de um retorno do Madman ao Sabbath para o lançamento de um novo disco e uma nova turnê com a formação original dos criadores do Heavy Metal (Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Geezer Butler e Bill Ward) está mais próximo depois de o anúncio de um jornalista ser veementemente negado por Tony Iommi recentemente.

Há algumas coincidências envolvendo o número 11. Afinal, algo que repita o número não apenas no dia, mês e ano, mas também em horas e minutos é digno de Black Sabbath, algo muito grande.

E então podemos lembrar outras repetições do número com o próprio marido da Sharon. Pois o Black Sabbath com Ozzy Osbourne durou exatos 11 anos (1968-1979), com o figurão nos vocais foram lançados até hoje (somados oito de estúdio e três ao vivo) 11 álbuns!

Você sabe quantos discos de estúdio o velho Ozzy Osbourne lançou em sua carreira solo? Sim, foram 11.: Blizzard of Ozz (1980), Diary of a Madman (1981), Bark at the Moon (1983), The Ultimate Sin (1986), No Rest for the Wicked (1988), No More Tears (1991), Ozzmosis (1995), Down to Earth (2001), Under Cover (2005), Black Rain (2007) e Scream (2010).

E o Black Sabbath sem Ozzy gravou exatamente 11 álbuns de estúdio contando com o último, em que a banda teve o nome alterado para Heaven & Hell, que se tratava do Black Sabbath na fase Ronnie James Dio.: Heaven and Hell (1980), Mob Rules (1981), Born Again (1983), Seventh Star (1986), The Eternal Idol (1987), Headless Cross (1989), Tyr (1990), Dehumanizer (1992), Cross Purposes (1994), Forbidden (1995) e The Devil You Know (2009).

Como podemos ver, o número 11 aparece coincidentemente (ou não) em muitas referências de Ozzy Osbourne e o Black Sabbath. Será que com tudo isso eles ainda fariam o papelão de não anunciarem nada de reunião no dia 11/11/11 às 11h11? Duvido!

Crianças invadem a música. Para ouvir em alto e bom som

Sim, é clichê e ninguém espera nada de diferente no Dia das Crianças como qualquer coisa falando de crianças, não é mesmo?

Já que todo mundo entra na onda com nossa fidelidade ao calendário e suas datas especiais, resolvi lembrar aqui algumas músicas com as palavras “Child”, “Children”, “Kids” e “Criança” em seus títulos para homenagear os nossos pequenos gigantes.

Claro, o meu arsenal para pesquisar músicas com os pirralhos invadindo o nome acaba tendo em sua maior parte uma homenagem para a aquele ou aquela pestinha que você tem em casa. Não é nada muito amável.

Decidi montar o meu top 10 com canções da criançada. Ah, e é verdade, eu vetei o Children of Bodom da lista…

1 – Voodoo Child (Jimi Hendrix Experience)

2 – Child in Time (Deep Purple)

3 – Children of the Sea (Black Sabbath)

4 – Children of the Grave (Black Sabbath)

5 – Children of the Damned (Iron Maiden)

6 – Sweet Child O’ Mine (Guns N’ Roses)

7 – Child of the Moon (Rolling Stones)

8 – Child of Nature (The Beatles)

9 – Children of the Revolution (T-Rex)

10 – Child of Burning Time (Slipknot)

Confira outras na lista abaixo.

Moonchild (Iron Maiden)
Devil’s Child (Judas Priest)
Wild Child (W.A.S.P.)
Bless The Child (Nightwish)
Beautiful Kids (Tarja Turunen)
Children of Lies (Almah)
Problem Child (AC/DC)
Last Child (Aerosmith)
Lasting Child (Angra)
Children of the Sea (Black Sabbath)
War Child (Blondie)
Rock N’ Roll Children (Dio)
Childhood’s End (Iron Maiden)
Child of Fire (Queensryche)
Sun Child (Stormental)
Little Child (The Beatles)
Kids of Century (Michael Kiske)
Knock’ Em Dead Kid (Motley Crue)
Greasy Kid’s Stuff (Steve Vai)
The Kids Aren’t Alright (Offspring)
Choro de Criança (Kiko Loureiro)
Não Perca as Crianças de Vista (O Rappa)